segunda-feira, 30 de julho de 2012

v Seminário de Educação Inclusiva: direito a diversidade de Jequié Bahia.

Inclusão é sair das escolas dos diferentes e promover a escola das diferenças" (Mantoan) APRESENTAÇÃO “O universalismo que queremos hoje é aquele que tenha como ponto em comum a dignidade humana. A partir daí, surgem muitas diferenças que devem ser respeitadas. Temos direito de ser diferentes quando a igualdade nos descaracteriza." (Boaventura de Souza Santos) O Município de Jequié, na condição de Cidade Pólo, já vem realizando, desde 2005, O Seminário de Educação Inclusiva: Direito a Diversidade, atendendo a 60 municípios do Estado da Bahia, criando espaço de discussões e apresentação de propostas de encaminhamento para implantação de políticas públicas inclusivas em cada município da área de abrangência, do pólo de Jequié. Trata-se de uma das ações do programa “Educação Inclusiva: direito a diversidade”, incorpora o princípio democrático, descentralizador envolvendo vários atores que direta ou indiretamente influenciam na qualidade da educação, possibilita a interlocução dos municípios participes do pólo, mostrando os desafios e barreiras a serem transpostos, bem como, revelando as experiências exitosas, na implantação da proposta de uma educação inclusiva. Visando manter a continuidade do trabalho foi realizado IV Seminário O Seminário de Educação Inclusiva: Direito a Diversidade em no período de 17 a 21 de outubro de 2011, referente ao Plano de Trabalho da SMEC enviado em 2009 e aprovado pelo FNDE para o ano de 2010. Visando documentar as ações realizadas no Seminário e o resultado do trabalho, bem como, prestar contas à SECADI e ao FNDE do cumprimento das ações previstas no Plano de Trabalho apresentado pela Secretaria Municipal de Educação de Jequié, estamos apresentando o presente relatório com base nas avaliações do grupo de trabalho, responsável pela organização e execução do evento, e nas avaliações dos participantes. 1. RELATO DAS AÇÕES REALIZADAS NO EVENTO "A gaivota cresceu e voa com suas próprias asas. Olho do mesmo modo como que poderia escutar. Meus olhos são meus ouvidos. Escrevo do mesmo modo que me exprimo por sinais. Minhas mãos são bilíngües. Ofereço-lhes minha diferença. Meu coração não é surdo a nada neste duplo mundo..." (O vôo da gaivota, Emmanuelle Laborrit) O Seminário de Educação Inclusiva; Direito a Diversidade, realizado no período de 17 a 21 de outubro de 2011 e contou com a participação de 198 participantes, dos quais 64 foram representantes de municípios do pólo de abrangência de Jequié. A cerimônia de abertura contou a presença do Vice-Prefeito Sr. Eduardo Lopes, da Secretária Municipal de Educação Profª Mirian Oliveira Rotondano, Coordenadora da Divisão da Educação Especial, Professora Ivani Aparecida Duarte Ramos, de representantes das Entidades de Atendimento Especializado de Jequié, e do representante da SECADI, professor Prof. João Vilas Boas Prazeres. Após a composição da mesa foi exibido um vídeo com apresentação do Hino Nacional interpretado em LIBRAS pela jovem Instrutora Surda Laís Munique Duarte. Na sequência foram apresentadas as mensagens de boas vindas do Vice-Prefeito, da Secretária de Educação e do representante da SECADI. No cumprimento da programação do evento foi proferida a Conferência de abertura com o tema: A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, pelo professor Prof. João Vilas Boas Prazeres. Na abordagem do tema o professor apresentou um breve histórico da educação especial e a trajetória da política de educação especial no Brasil, os avanços que vêm sendo alcançado e o papel dos gestores públicos e da sociedade para que a política nacional de educação inclusiva delineada pelo MEC seja operacionalizada nos sistemas de ensino com reflexos significativos na pratica social. A programação do dia 17 no período da manhã teve continuidade com a Palestra: A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, proferida pela professora Lana Karina Nascimento Novaes – Psicóloga que acumula experiência no atendimento às crianças com necessidades pedagógicas especiais atendidas nas Salas de Apoio Multifuncional do Município de Jequié. Na sequência dos trabalhos foi abordado o tema: Incluindo os educandos talentosos/dotados na política municipal de educação inclusiva pela Dra. Zenita C. Guenther, que fez uma abordagem teórica e conceitual sobre a temática, a qual foi enriquecida pelo relato de experiência do CEDET de Lavras – MG, instituição com um trabalho consolidado focado no atendimento de crianças mais capazes. Após a palestra da professora Zenita ocorreu a lançamento do livro da escritora Sofia Cosme de Marcelo (9anos) “Sonhos de Poesia” acompanhada de sua mãe - Valéria Cosme Silva Santos, que fez uma breve apresentação da escritora que já se revela com uma criança talentosa. O trabalho do primeiro dia do evento foi encerrado com a participação da vovó Lirow, interpretada pela Profª Sandra Regina Tavares Moreira responsável pela sala de Apoio Multifuncional do CAIC, que através de uma interpretação teatral, dá dicas para o atendimento às crianças especiais. A programação do dia 18/10/2011 se inicia com a exibição do documentário: Experiência do Atendimento Educacional Especializado no Município de Jequié, comentado pela professora Ivani Duarte Ramos, Coordenadora da Divisão do da Educação Especial da SME. O documentário apresenta o atendimento especializado que vem sendo desenvolvido na Sala de Apoio Multifuncional e nas instituições especializadas de Jequié: Centro Apoio Pedagógico e Associação Jequieense de Cegos e Centro Apoio Multifuncional a Pessoas com Necessidade Especiais. Na sequência dos trabalhos foi discutido o tema: Oferta e Organização do Atendimento Educacional Especializado – AEE, em uma mesa redonda com a participação dos professores: Profª Marina Helena Chaves Silva - Representando a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB, Profª Ivani Duarte Ramos - Representando a Secretaria de Educação de Jequié, Profª Rita de Cássia Bitencourt - Representando o Centro de Apoio Pedagógico - CAP, Profª Yara Cristina Marcelo dos Santos – Representante da Associação Jequieense de Cegos – AJECE e Profª Ana Maria Braga Rocha - Representante de Sala de Recurso Multifuncional Profª Lucinéia da Silva Santana - Representante da Sala de Recurso do Instituto de Educação Regis Pacheco. A mesa teve como objetivo apresentar as experiências das instituições que já vem fazem atendimento educacional especializado na educação básica e o acompanhamento e suporte desses alunos após ingressos na Universidade, inclusive dando suporte técnico a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB na organização desse atendimento em nível superior. Considerando que a questão da inclusão e do atendimento especializado deve ser extensivo a outros espaços da sociedade, foi oportuno o Relato de experiência da Profª Candyce Dias Magnago, autora de projetos envolvendo Práticas inclusivas no Mercado de Trabalho, realizado na APAE. No período da tarde do dia 18/10 foi ministrado uma palestra com o tema: A inclusão de deficiente físico e uso de tecnologias de informação, proferida pela professora Andrea de Carli, que detém uma vasta experiência na área de tecnologias assistivas. A última atividade da programação do dia 18/10 foi a realização de uma mesa redonda como o tema: As experiências dos graduandos com necessidades especiais: importância do atendimento educacional especializado. A referida atividade contou com os seguintes expositores: Érica Brandão Andrade - graduanda em Fisioterapia - UESB-Campus de Jequié; Joselito Santos Souza Deficiente Visual - graduando em Direito - UESB - Campus de Vitória da Conquista e Laís Munique Duarte - Letras/LIBRAS – UFBA que contou com apoio de interprete Léia Silva Santos. O objetivo de mesa foi evidenciar a importância do atendimento especializado, como condição essencial para o êxito de estudantes em outros níveis de ensino, além de demonstrar para os participantes que não há barreiras para o sucesso de jovens com necessidades especiais, quando as condições são oportunizadas, o que pode ser comprovado pela presença dos estudantes aprovados em vestibulares dos cursos mais concorridos de universidades públicas da Bahia. Nos dias 19 e 20 /10/2011 foram realizados quatro minicursos com os temas: Conhecendo e compreendendo o processo de desenvolvimento lingüístico do aluno surdo - Professoras Laura Regina da Silva Cardoso e Silmara Nery Menezes Orrico; Aprendizagem e avaliação do aluno com deficiência mental na rede regular de ensino - Professoras Sandra Regina Tavares Moreira e Gleidismar Nascimento Ferreira; O aluno deficiente visual na escola regular: processos e adaptações - Professoras Vânia Cleide Moraes Souza Mendes e Equipe da AJECE e Práticas inclusivas na educação infantil através do lúdico - Professoras Jackeline Dias Peixoto e Lívia Caribé Bispo. Cada minicurso com uma carga horária de 8 horas foi oferecido para duas turmas de 40 participantes. Finalizando a programação do Seminário foi realizado, no dia 21/10/2011, uma mesa redonda com o tema: Identificação e encaminhamento dos alunos com necessidades pedagógicas especiais, com a participação dos seguintes profissionais: Profª Débora Braga Eloy - Psicopedagoga - Sala de Recurso Multifuncional; profº Adriano Azevedo - Docente Curso de Psicologia – FTC e profª Célia Duarte Sampaio – Psicopedagoga – FTC. Na sequência foi proferida uma palestra com o tema: Transtornos globais de desenvolvimento: do que estamos falando? Proferida pela Profª Sidenise Estrelado Souza. Como última atividade visando orientar os gestores municipais na definição de políticas municipais de educação inclusiva foi proferida uma palestra com o tema: Caminhos para construção de uma escola para todos: desafios dos gestores Municipais, pela Maria das Graças Silva Bispo. Após aplicação do instrumento de avaliação, o evento foi encerrado pela Secretária Municipal de Educação profª Mirian Oliveira Rotondano, que após agradecimentos aos participantes fez entrega dos certificados.

VII Seminário de Educação Inclusiva: direito a diversidade Brasilia 2012

Aconteceu em Brasilia de 01 a 04 de julho o VII Seminário de EDUCAÇÃO INCLUSIVA:DIREITO A DIVERSIDADE.